Medicina natural ajuda grávidas


escrito por: Tricia em segunda-feira, novembro 13, 2006 às 10:32 AM.

Especialistas aconselham acupuntura, massagem, óleos florais e homeopatia

No livro 'Saúde natural para mulheres grávidas' (editora Madras, 328 páginas), as autoras Elizabeth Burch e Judit Sachs defendem a abordagem holística da gravidez e o parto natural. 'Médicos cuidam do útero e do que está em seu interior. Técnicas naturais homeopáticas podem ajudá-la a fazer mais, elas envolvem dieta e exercícios, complementos nutricionais, massagem ervas, homeopatia, aromaterapia, acupressão, visualização entre outras técnicas para a mente e o corpo'.

O livro diz que a medicina natural pode ser usada por praticamente todas as mulheres, com algumas exceções que necessitem de cuidados especiais, como as portadoras de um desequilíbrio de fator Rh, diabetes, problemas cardíacos ou renais, pressão alta, asma, tuberculose, alcoolismo, dependência de drogas, lesões ativas de herpes, toxoplasmose, HIV ou, ainda, se for constatado no útero algum problema genético ou congênito. Estes são exemplos de gravidez de alto risco.

'Nesses casos, a mulher deve sempre consultar seu médico antes de fazer uso de qualquer tratamento alternativo que possa vir a agravar sua condição. Um chá de ervas perfeitamente adequado para uma mulher grávida pode ser contra-indicado para outra, por exemplo', diz Elizabeth, acentuando que a medicina natural não substitui a medicina convencional.

Abaixo, alguns tópicos abordados na obra. Elizabeth Burch é médica naturopata, licenciada em parto natural, e professora assistente de Obstetrícia no Natural College of Medicine (EUA). Judith Sachs é autora de 14 livros na área de saúde preventiva faz workshops sobre sexualidade e ministra cursos sobre administração do estresse e dá aulas no Trenton State College, em New Jersey (EUA).

Poder das ervas - As ervas devem ser usadas com cautela nos primeiros meses de gravidez, pois é o momento em que o feto está mais suscetível. Segundo as especialistas, as ervas não devem ser ingeridas no primeiro trimestre de gestação. Depois disso, as ervas seguras para todo o período de gravidez são alfafa, que fortalece o sistema enfraquecido e reduz a acidez do corpo; dente-de-leão, indicada para congestão do fígado, constipação, retenção de fluidos e como tônico (fortalece a resposta imunológica do corpo, além de todos os sistemas); framboesa, que ajuda a acelerar e a facilitar o parto; gengibre para indigestão, flatulência, náusea, má circulação, e olmo, para melhorar o status nutritivo do corpo e para inflamação.

Cuidado - Não utilizar durante a gravidez: acorus, alcaçuz, arnica, arruda asclepias, bérbere, cânfora, capsella, catinga-de-mulata, celidônia, cereja selvagem, chrysantemum, flor de maracujá, ginseng, lavanda, levisticum, linum, lithospermum, mahonia, ma-huang, milefólio, papoula do ópio, pimentão, sanguinária, trillium, tuia, verbena, visco, zimbro. Ervas laxativas proibidas durante a gestação: aloé (babosa), cáscara, ruibarbo, sene, sínfito, tussilago.

Óleos essenciais - À base de plantas e flores, os óleos essenciais também exercem influências benéficas no corpo. Podem ser usados em banhos, vaporizadores ou aromatizadores; como compressas ou durante massagens diretamente sobre a pele. Alguns deles são contra-indicados durante a gestação. 'Esses óleos nunca devem ser usados nas membranas mucosas - boca, olhos ou vagina. A aromaterapia é uma ferramenta poderosa, não devendo, portanto, ser utilizada nas primeiras 14 semanas de gravidez, quando o feto está muito vulnerável', lembra a autora Elizabeth Burch.

Segurança - Óleos seguros após a 14ª semana de gravidez são bergamota (nas infecções do trato urinário. Levanta o humor, bom para a ansiedade e depressão), gerânio (na má circulação, retenção de água, inchaço dos seios, estresse e ansiedade e para repor o equilíbrio hormonal. É calmante), laranja (como tônico e digestivo. Regulariza o estômago. Energizante. Não o use sob o sol por ser fototóxico), mandarim (acalma o sistema nervoso e o trato digestivo. É calmante, promove o otimismo), néroli (sedativo, alivia o estresse e a depressão, alimenta a pele e melhora a aparência das estrias. É calmante) e olíbano (tônico para a pele, purifica os pulmões. Ajuda a concentração; bom para o estresse).

Maior cuidado com ervas e chás

O ginecologista paraense Ari Braga, 47, aconselha os tratamentos homeopáticos, as massagens, os óleos florais e a acupuntura para as mulheres grávidas. 'A homeopatia é perfeita para as grávidas, afinal ela estará trocando um tratamento alopático por um natural. Da mesma maneira acontece com a acupuntura, que estimula o organismo a reagir naturalmente. Os óleos florais são utilizados no mundo inteiro e ajudam a mulher relaxar. A massagem é altamente indicada, apenas deve existir um cuidado para não pressionar o útero, mesmo cuidado que deve existir com os exercícios', explica Braga, especialista em acupuntura.

A grávida deve ter muito cuidado com as ervas que são utilizadas para fazer chás. 'O conhecimento sobre o poder das plantas ainda está muito no começo e o período de gravidez não é o melhor momento para se fazer testes, então, quanto menos drogas a mulher utilizar, sejam elas naturais ou não, melhor. Existem chás como os de canela, erva-doce e erva-cidreira que são consumidos normalmente por grávidas, mas o barbatimão e a jucá têm poderes abortivos e não devem ser consumidos', disse.

Como tratar e prevenir alterações

De acordo com a especialista em medicina estética, Rosangela Paracampo, alterações pigmentares da pele, queda de cabelo, o aparecimento de acnes, estrias e varizes são os maiores vilões estéticos durante a gravidez.

Melasma - Na maioria dos casos, as grávidas sofrem com o melasma, uma mancha de coloração castanho claro e escuro, presente em 50 a 70% das mulheres, que varia de acordo com o fototipo. O fator desencadeante destas manchas é a exposição ao sol, e, por isto, é indispensável o uso diário de filtro solar com substâncias contra raios UVA e UVB e fator de proteção (FPS) 15 ou 30.
'O filtro deve ser aplicado duas vezes ao dia, devendo continuar a aplicação mesmo depois da gravidez. Caso não haja uma regressão completa, é indicado tratamento com despiguimentante a partir do quarto mês após o parto', alerta a especialista.
n Espinhas - Para combatê-las, deve-se usar sabonetes suaves ou produtos para limpeza facial. Porém, deve-se ter cuidado com alguns destes cosméticos. Os produtos de uso tópico e oral, à base de tretinoína, são contra-indicados e devem ser substituídos por ácido salicílico tópico ou o ácido aseláico.

Estrias e varizes - Para combater estrias, Rosangela Paracampo recomenda o uso de hidratantes e óleos corporais. Para as varizes, a elevação dos membros inferiores e o uso de meias elásticas podem ajudar na prevenção. Após o parto, a mulher pode fazer tratamentos como a escleroterapia ou laser.

Cabelos - A queda de cabelos no período pós-parto, ocorre com elevada freqüência, mas, em poucas semanas, o volume capilar volta ao normal sem necessidade de tratamento. Contudo, se não houver recuperação completa, deve-se investigar outro fator associado, como anemia intensa, por exemplo. Vale lembrar que cosméticos para os cabelos como tinturas podem ser utilizados a partir do segundo trimestre de gestação. Porém, devem ser evitadas as tinturas que contenham acetato de chumbo.

FONTE: O Liberal

Marcadores: ,

0 Respostas a “Medicina natural ajuda grávidas”

Postar um comentário

Links para este post

Criar um link

---------------------------------



QUEM  SOMOS
 



Quatro colaboradoras da Ong Amigas do Parto que pensam num tipo de humanização diferente. Quer conhecer? Seja bem vindo!


obs.: os textos deste blog expressam a opinião pessoal das participantes, e descrevem fatos noticiados pela midia internacional e nacional. Lembramos que em nenhum momento o conteudo que está publicado aqui reflete a posição oficial da ONG Amigas do Parto.


Assine o Parir é Nascer! (RSS)

Para receber as atualizações do Parir é Nascer, inscreva seu email abaixo:

Delivered by FeedBurner

---------------------------------



O  QUE  VOCÊ  PROCURA?
 















---------------------------------



INDICAÇÃO  DE  LEITURA
 
















---------------------------------



INTERESSANTES
 

---------------------------------



ONDE  NOS  ENCONTRAR
 

















Powered by Blogger




eXTReMe Tracker