Maternidade Santa Casa


escrito por: Tricia em domingo, março 18, 2007 às 5:09 PM.


Maternidade Santa Casa, originally uploaded by Yane Cortelacci.

SAÚDE DA MULHER
Neste sábado, Prefeitura inaugura o Pró-Parto, para incentivar partos naturais

O quinto dos oito Objetivos do Milênio, definidos pelos países membros da ONU - Organização das Nações Unidas como metas a serem alcançadas até 2015, estabelece a melhoria da saúde materna. Neste contexto, a Prefeitura de Mogi das Cruzes, implantou uma inédita rede de atendimento exclusivo à saúde da mulher, que conta com dois centros especializados – os Pró-Mulher I e II - e oferece serviço gratuito, rápido e de qualidade.

Para fechar o ciclo de acompanhamento materno, a cidade inaugura neste sábado (17) o Pró-Parto – um centro de parto natural com capacidade para até cem nascimentos por mês. A inauguração contará com a presença do secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata.

“O atendimento integral à mulher foi sempre uma das prioridades de nossa administração, definida em conjunto com a população do município. Por meio das duas unidades do Pró-Mulher e agora do Pró-Parto, temos alcançado números expressivos, como a queda de 45,12% na mortalidade infantil”, explica o prefeito mogiano, Junji Abe. Na noite desta sexta-feira (16), ele e o secretário de Saúde, Cláudio Miyake, apresentaram a unidade a autoridades e Imprensa.

Seguindo as normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, mas com estrutura diferenciada, o Pró-Parto será direcionado exclusivamente aos nascimentos por métodos naturais, que não sejam de risco, de mulheres que tenham feito todo o pré-natal nas unidades do Pró-Mulher e optem por ter ali o seu filho.

“A nova unidade tem como propósito oferecer às mulheres mogianas a possibilidade de vivenciar o momento mais marcante de sua vida com conforto e assistida por profissionais capacitados. A intenção é resgatar a vivência do parto fisiológico, com a participação efetiva da gestante e de seu companheiro, assim como já ocorre em países como França, Japão e Holanda”, destaca o secretário municipal de Saúde, Cláudio Yukio Miyake.

Segundo ele, a implantação está totalmente baseada na Portaria 985/99 do Ministério da Saúde, que define as atribuições, as características físicas, a lista de equipamentos mínimos, os recursos humanos e a inclusão dos procedimentos autorizados pela legislação: “O Pró-Parto se difere de outros centros por manter uma estrutura ampliada, que inclui médicos e uma sala de emergências. Apesar de não serem exigidas pelo Ministério da Saúde, estes investimentos complementares integram a política de atendimento total à mulher”.

A equipe

Os profissionais do novo centro foram capacitados tecnicamente e têm amparo legal para acompanhar o pré-parto, o parto e o período após o nascimento. Uma ambulância ficará exclusivamente à disposição da unidade, e permanecerá 24 horas por dia no local.

De acordo com a portaria federal, os Centros de Parto Normal podem ser dirigidos por enfermeiros obstetras. Apesar disso, em Mogi haverá médico obstetra, inclusive para recepção da gestante. A equipe da unidade é composta de enfermeiros obstetras, ginecologistas, auxiliares de enfermagem, neonatologista e pessoal administrativo.

As gestantes inscritas no programa terão orientação sobre técnicas de amamentação, cuidados gerais do recém-nascido e a evolução do trabalho de parto. Todos os cuidados necessários para o bom recebimento do bebê serão baseados nas recomendações da Organização Mundial da Saúde e do Hospital Amigo da Criança, referência na área. Noções como “amamentar o bebê em ambiente tranqüilo e calmo para uma alimentação completa” ou “não permanecer no mesmo local que fumantes” são algumas das idéias.

Primeiros atendimentos

Dois dias após o parto, o recém-nascido e sua mãe podem retornar para o lar. O diferencial é que o bebê já sai com as duas primeiras vacinas - BCG e Hepatite B – tomadas e o Teste do Reflexo Vermelho, chamado de teste de visão, para verificar se há algum problema. O Pró-Parto é a única unidade médica da região a oferecer este serviço. Além disso, a família será incluída no Programa Municipal Aconchego, que garante agendamento para a consulta pediátrica, o “teste do pezinho” e acompanhamento nutricional.

Preocupação com a mulher

Centro especializado no cuidado à mulher, com profissionais capacitados, equipamentos modernos e instalações adequadas, o Pró-Mulher completou três anos no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, com a expressiva marca de 229 mil atendimentos.

“O modelo é um total sucesso porque, além de consultas em ginecologia e obstetrícia, oferece exames como papanicolaou e ultra-sonografia, acompanhamento psicológico e social e educação em saúde. Ou seja, concentra os principais serviços na área”, afirma Miyake.

Para ampliar ainda mais o atendimento, em setembro de 2005, foi inaugurado o segundo Pró-Mulher, no distrito de Brás Cubas, o mais populoso da cidade. O local foi escolhido por ser, com o distrito vizinho de Jundiapeba, a região que concentra 40% das pacientes atendidas no centro. Além das duas unidades, as mogianas têm os postos de saúde, que oferecem médicos ginecologistas e obstetras e pré-natal. O agendamento de consultas é feito por um sistema informatizado, o Ligue Médico, no telefone 0800-770-5585.

Programas de atenção à mulher

Outros três programas de atenção à mulher comemoraram aniversário em 8 de março: Gestação Segura, Aconchego e Sorriso Maternal.

Em um ano, o Gestação Segura garantiu atendimento a 1.642 gestantes de alto risco nas unidades básicas de saúde com a realização dos exames complementares necessários, diminuindo os problemas decorrentes da falta de acompanhamento adequado.

No mesmo período, o Aconchego atendeu 1,2 mil bebês. Este programa, realizado em parceria com o serviço de berçário e pediatria da Santa Casa de Mogi das Cruzes, possibilita o acompanhamento dos recém-nascidos desde as primeiras horas de vida. A equipe do hospital mantém contato diário com a secretaria, que agenda a primeira consulta da criança de acordo com seu estado de saúde. Quando em risco, são atendidas por especialistas no ambulatório do programa, localizado no Pró-Mulher I.

Já o Sorriso Maternal propicia à gestante a garantia de orientação de saúde bucal e tratamento odontológico. No Pró-Mulher I, as participantes da iniciativa recebem atendimento e orientação sobre cuidados com os dentes durante a gestação e noções básicas de higiene e saúde bucal nos bebês.

FONTE:A Semana

0 Respostas a “Maternidade Santa Casa”

Postar um comentário

Links para este post

Criar um link

---------------------------------



QUEM  SOMOS
 



Tricia Cavalcante: Doula na Tradição, formada pela ONG Cais do Parto, mãe de três, e doula pós-parto.Moro em Fortaleza-CE.


.


Assine o Parir é Nascer! (RSS)

Para receber as atualizações do Parir é Nascer, inscreva seu email abaixo:

Delivered by FeedBurner

---------------------------------



O  QUE  VOCÊ  PROCURA?
 















---------------------------------



INDICAÇÃO  DE  LEITURA
 
















---------------------------------



INTERESSANTES
 

---------------------------------



ONDE  NOS  ENCONTRAR
 

















Powered by Blogger




eXTReMe Tracker