Manual da gravidez saudável


escrito por: Tricia em sexta-feira, março 16, 2007 às 2:26 PM.


Portrait 1, originally uploaded by bliz1.

Manter equilíbrio físico e psicológico é fundamental para gestação tranqüila e bem-sucedida
Dicas e cuidados


15/02/2007
Adriana Calassa
Da editoria de Educação e Saúde

Nove meses de dúvidas e expectativa. Para garantir uma gravidez tranqüila, o casal deve tomar alguns cuidados que começam antes mesmo da concepção, explica o presidente da Sociedade de Ginecologia e Obstetrícia do Estado de Goiás, Rui Gilberto Ferreira. Segundo ele, antes de engravidar, o casal precisa se preparar psicológica e espiritualmente e ainda fazer planejamento global do impacto que esse novo ser vai proporcionar. Decisão tomada, o primeiro passo é procurar um médico ginecologista para fazer os exames pré-concepcionais do casal.

Os exames clínicos indicam se a mulher tem ou não diabetes, se o seu índice de massa corporal está acima do ideal, verificam a pressão, possíveis miomas, cistos de ovários e até câncer de colo de útero ou de mama. Doenças sexualmente transmissíveis também devem ser descartadas. Se for confirmada alguma delas, o tratamento deve ser feito antes de partir para a gravidez.

“Também é importante que se faça preparação do casal para o exercício da maternidade e paternidade”, orienta. Ele frisa que a gravidez é do casal e que a participação do pai é importante em todo o processo. Feitos os exames, o médico pode concluir se a futura gravidez será de risco, alto risco ou risco normal. Em geral, explica Rui Gilberto, 85% das mulheres estão aptas para uma gestação de risco normal.

Confirmada a gravidez, é hora do pré-natal. O especialista alerta que o exame funciona como medicina preventiva, de forma que o ginecologista possa prevenir doenças intercorrentes na gravidez que podem prejudicar a mãe, o bebê ou ambos. É no pré-natal que se previnem excesso de ganho de peso, diabetes gestacional, pré-eclâmpsia e eclâmpsia, sofrimento fetal, óbito de feto intra-útero, entre outros.

Rotina – Para uma gravidez de risco baixo ou normal, o pré-natal consiste em consulta mensal com o ginecologista até o 7º mês, uma visita ao médico a cada 15 dias no 8º, e toda semana no 9º mês de gestação. “Se for uma paciente de risco, fazemos tantas consultas quantas forem necessárias”, destaca o médico.

Também é no pré-natal que a futura mamãe recebe orientação nutricional para evitar o excesso de peso ou falta de nutrientes para o desenvolvimento adequado do bebê. A alimentação da gestante deve ser rica em vitaminas, sais minerais e proteínas, com diminuição de massas (carboidratos) e gordura animal (lipídios). Ela deve comer menos e mais vezes ao dia, intercalando frutas e sucos a cada duas horas.

Outra indicação é praticar atividade física para garantir maior possibilidade de um parto normal ou boa recuperação no período pós-parto, seja normal ou cesariana. A gravidez na adolescência, entre 12 e 19 anos, é desaconselhável, alerta o médico, porque os órgãos genitais e a estrutura psicológica da mulher não estão preparados à maternidade. Engravidar após os 35 anos também eleva o risco de a criança ter síndrome de Down e má-formação cromossômica.


FONTE:

0 Respostas a “Manual da gravidez saudável”

Postar um comentário

Links para este post

Criar um link

---------------------------------



QUEM  SOMOS
 



Tricia Cavalcante: Doula na Tradição, formada pela ONG Cais do Parto, mãe de três, e doula pós-parto.Moro em Fortaleza-CE.


.


Assine o Parir é Nascer! (RSS)

Para receber as atualizações do Parir é Nascer, inscreva seu email abaixo:

Delivered by FeedBurner

---------------------------------



O  QUE  VOCÊ  PROCURA?
 















---------------------------------



INDICAÇÃO  DE  LEITURA
 
















---------------------------------



INTERESSANTES
 

---------------------------------



ONDE  NOS  ENCONTRAR
 

















Powered by Blogger




eXTReMe Tracker